Dicas e Novidades

Mudanças no pet – normal ou doença?

post edocrinoGraças aos avanços científicos em todas as áreas que nos cercam, tivemos um grande salto em longevidade nas últimas décadas, e isso também acontece na medicina veterinária e reflete na vida dos nossos queridos pets.

Com o passar dos anos talvez seu pet ganhe alguns “quilinhos”, fique menos ativo e não seja mais aquele atleta brincalhão. Alguns sinais da velhice são normais e esperados, porém outros, como aumento ou diminuição na ingestão de água e comida (levando ao aumento ou perda de peso excessivos), na quantidade e frequência de micção, escurecimento da pele (principalmente na região abdominal e faces internas dos membros) alterações na pele e otites recorrentes podem indicar a presença de doenças de origem endócrina, algumas vezes silenciosas, mas evoluindo ao longo dos anos. Em muitos casos são graves e podem abreviar a vida do seu companheiro peludo.

Algumas dessas doenças endócrinas, como diabetes mellitus, hiperadrenocorticismo (síndrome de Cushing) e hipotireoidismo, entre outras, podem apresentar sintomas que frequentemente se confundem. Com isso, é importante que leve seu pet para avaliações de check-up de rotina e tire suas dúvidas com um veterinário de confiança. Caso suspeite de uma doença endócrina busque um especialista na área e lembre-se que tão importante quanto o diagnóstico é o acompanhamento e a monitoração rotineira após o início do tratamento.

Na VETS você pode contar com uma equipe qualificada de clínicos gerais para que eventuais sinais de anormalidade não passem despercebidos e se busque um diagnóstico precoce. Caso necessário, contamos com endocrinologista, ultrassonografista e radiologista, e trabalhamos em parceria com os melhores laboratórios clínicos de Porto Alegre e do Brasil. Tudo isso para que você e seu companheiro de quatro patas tenham todo o suporte necessário em um único local!

 

Referências:

Medicina Interna de Pequenos animais, 2008